Hogwarts Revelium
MSN GROUP
group1378820@groupsim.com
15 de Outubro
sexta-feira
a temperatura agradável permite que os habitantes de Hogwarts andem com roupas leves. Durante o dia o céu é claro e bonito, fazendo com que os jardins fiquem lotados por alunos em busca de um banho de sol. A noite o céu é estrelado e há um grande movimento de alunos em direção a Hogsmeade por causa de uma festa que o diretor permitiu a presença destes.
AÇÕES:
- aula de aritmancia para o 7° ano
- aula de poções para o 6° ano
- festa no Pub MixysBars, em Hogsmeade




Últimos assuntos
» Bate-Papo.
Dom Jul 17, 2011 4:17 pm por Dominic Harvey

» 15 de Outubro - Noite
Seg Jun 27, 2011 11:43 am por Lucca Ragazzi

» Pegunta idiota, Resposta cretina...
Dom Jun 19, 2011 11:16 pm por Ethan Miller

» Confesso que...
Ter Jun 14, 2011 5:52 pm por William Kane

» 15/10- Estrada de Hogsmeade-Tarde
Dom Jun 12, 2011 3:28 am por Rosalie Marie Stewart

para parceria,
entrar em contato com:
hogwarts.revelium@hotmail.com

15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Ir em baixo

15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Mensagem por Victoria Flanes em Qua Mar 16, 2011 8:34 pm

    Era uma bela manhã. Victoria arrumava seu cabelo, por ser uma professora nova não sabia como os alunos eram, e nem como a receberiam se seria de braços abertos ou não. Mas isso não é o que a incomodava afinal já havia dado aula antes, colocou uma roupa formal nem curta nem exageradamente comprida, passou um batom vermelho não muito forte e pegou tudo o que era preciso. O seu corvo veio até seu braço estendido, chegou à sala cedo não queria esbarrar com nenhum aluno, o corvo logo que chegara vôo até a mesa da professora onde ele via e ouvia tudo, poderia parecer só um corvo, mas ele era muito mais que isso.

    Pegou a varinha e abriu todas as cortinas deixando o ar da classe mais leve e claro.


    - Alunos sejam muito bem vindos a sua primeira aula de Aritmancia sou Victoria Flanes. Primeira coisa que devem saber que é Aritmancia não é Adivinhação. Sim, sim muitos comentem esse erro. Falou rápido, mas todos pareciam ter entendido. Victoria não tinha rodeios era uma professora média não era brava, mas não gostava de alunos desatentos. Respirou fundo e continuou a falar enquanto andava pela classe a única coisa que se ouvia era o barulho do seu salto batendo no chão liso da classe. - Os números não são apenas números! Cada número carrega um tipo de energia e um tipo de qualidade diferente. Victoria sorri para alguns alunos que olhavam para ela, voltou para sua mesa e pegou a varinha enquanto escrevia no quadro negro e falava. - Cada letra do alfabeto é ligado com cada número, desde o número 1 até o 9, começando com o número 1 que corresponde a letra A do alfabeto, e novamente começando pelo J que corresponde o número 10 e assim por diante. Olhou para trás e respirou fitou alguns alunos que olhavam para a janela e continuou.- Adicionando todas as letras do seu nome completo reduzindo-o para um único digito você descobrirá informação sobre você! Por exemplo, se o total de números do seu nome for 31, você adiciona 3 + 1 = 4. Consultando a tabela de significados você pode ver o que o seu número fala sobre você.

    1- Significa liderança e ambição. Também é o número que traz coragem, independência, atividades mentais e físicas, individualidade e realizações. O número 1 é visto como o número para principiantes.

    2- Pessoas que tiram esse número provavelmente seguem outras pessoas do que lideram. É o número da sensitividade, grande intuição e trazem equilíbrio em situações. São ótimos parceiros no amor.

    3- Na espiritualidade, o número três é visto como o poder da unidade entre a mente, corpo e espírito. O número três é adaptável, alegre, sociável, ótimos comunicadores (as), gostam de manter a harmonia e o equilíbrio em suas vidas.

    4- É o número da terra e representa estabilidade e fidelidade. Simboliza as quatro estações do ano, os elementos e as pontas dos compassos. Também são pessoas honestas e capazes.

    5- É o número das sensações e dos sentidos. Representa a liberdade e o espírito de aventura. São animadores de festas, otimistas e adoram viagens.

    6- São pessoas intelectuais, imaginativas e sempre estão procurando ser perfeccionistas. São atenciosos com a família, nas relações amorosas e adoram ter responsabilidade.

    7- O número sete é visto como um número de grande espiritualidade. Representa os sete dias da semana e as sete cores do arco-íris. São sábios, pensam profundamente nas coisas e se interessam muito por assuntos místicos.

    8- É um número prático e pertencem as pessoas sucedidas e organizadoras que se dão bem em negócios. São pessoas que trabalham duro em ambos os aspectos: material e espiritual.

    9- São pessoas que se preocupam com outras pessoas e seus direitos. Possuem muitos talentos, fazem de tudo para alcançar seus objetivos, mas nunca tiram vantagem de seu sucesso.

    Distribuiu os pergaminhos onde contia a tabela que acabara de falar. O corvo de olhos vermelhos sangue vigiava a todos e é claro muitos alunos olhavam com medo para seus olhos que causavam arrepios para quem não estava acostumado com a criatura. - Por favor, copiem o que eu acabei de escrever no quadro negro, obrigado. A mulher se sentou na cadeira confortável enquanto acariciava o seu corvo os alunos copiavam as coisas do quadro negro que não era tanto. – Eu adoraria ficar aqui e ajudar a todos, a saber, qual o seu respectivo numero. Porem nada vem fácil e eu não vou fazer o que é obrigação de vocês. Falou a mulher com autoridade, mexeu no cabelo preso checando se ele ainda estava arrumado e continuou a falar sendo firme em cada palavra. – O dever de vocês é bem simples. Descobrir seu numero e o significado dele. Sorrio para corvo enquanto os alunos a encaravam com expressões vazias. – Como não é tão fácil como devem estar imaginando vou dar um tempo. Vocês têm até amanhã, podem me entregar até as quatro da tarde quem não fizer o problema é dele, pois não é mim que vão prejudicar. Talvez muitos não tivessem gostado da professora, mas ela não se importava com a opinião dos outros só a dela mesma.

    - Alguma duvida? Esperou que alguém de apresentasse a perguntar algo que não havia entendido então terminou sua aula. - Quem terminou de copiar pode sair em silencio e andando nada de correria. Com certeza metade dos alunos não voltariam na próxima aula com certeza Victoria não era uma das professoras mais pacientes do mundo, mas não gostava de ser tão boazinha os alunos acabam de aproveitando. Os alunos saíram quietos e em filas levando o pergaminho com a tabela junto para tentarem fazer o dever, com certeza na próxima aula veria quem são os bons e quem são os ruins, que ótimo.

    NOTES: A tarefa deve ser entregue via MP com nome e casa do aluno.
    TAG: Todos os alunos que estão na sala.
    NUMBER:One.
    TEMPLAT:Eu mesma.
    LOCATION: Sala de Aula.


avatar
Victoria Flanes
Professor
Professor

Mensagens : 13

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Mensagem por Ethan Miller em Dom Mar 20, 2011 9:51 pm


If someone said three years from now, You'd be long gone
I'd stand up and punch them out, Cause they're all wrong and
That last kiss, I'll cherish, Until we meet again

    Manhã. Mesmo não estando com muita vontade de deixar á cama e os cobertores tão quente que envolvia meu corpo eu precisava os alunos já se arrumavam para a aula, cobri minha cabeça com o travesseiro e levantei indisposto. Coloquei o uniforme, dei uma arrumada no cabelo, queria estar apresentável para os professores peguei tudo o que precisava livros uma pena e é lógico o tinteiro. Abri a porta e bati a mesma na hora que sai fazendo qualquer um que estava descansado acorda instantaneamente. Olhei no meu pergaminho onde estavam as aulas que eu teria pelo dia e a primeira seria Aritmancia.

    Fui ao rumo da sala e quando cheguei à professora Flanes, uma professora novata provavelmente seu primeiro dia em Hogwarts estava sentada esperando os alunos, mas o que me chamou atenção fora o corvo em sua mesa com os olhos de tão profundo que podia se ver a alma olhando para os alunos que chegavam como se fosse um vigia, mas claro que ele não era um cão de três cabeças adulto. Os olhos azuis da professora eram cativantes e me perdi por um momento e depois que todos já estavam sentados a professoras começou a primeira aula dela no ano. Ela me pareceu simpática, com as primeiras palavras, mas eu poderia estar enganado.

    Aritmancia era uma das matérias mas estranhas, tudo tinha haver com números mais ao mesmo tempo parecia adivinhação o que me deixava confuso e sem falar que poucos se interessavam por tal matéria, mas mesmo dando um nó em nossas cabeças parecia ser um bom assunto. Ela integrou pergaminhos com uma tabela de números que ia até do um até o nove. Ela esperou que os alunos pudessem olhar e decifrar aquilo, descobrir o significado sobre você por trás de números. Peguei uma pasta pequena que era um caderno sem linhas, a pena e o tinteiro estavam encima da minha mesa então comecei a passar as coisas do quadro negro pra ele.

    Eu só não entendia porque os professores tinham a necessidade de passar dever, respirei fundo quando ela disse que era simples, mas porque será que eu tinha a sensação que não era tanto assim? A professora então se mostrou nada paciente, tínhamos pouco tempo para descobrir o significado dos nossos nomes, mas não era só ler e dizer que, por exemplo, o quatro tinha que fazer justamente o que ela acabara de falar, não parecia tão fácil assim. Soma e tirar que é igual a enfim, tentaria fazer. Como já havia acabado de copiar analisei as coisas um pouco e depois sai pela porta e me direcionei a outro local.

NOTES: Qualquer coisa eu edito.
TAG: Victoria Flanes
SHEETS: Click Here!
MUSIC: Who Knew - Pink
NUMBER: One.
TEMPLAT: Eu mesma.
LOCATION: Aula de Aritmancia.


avatar
Ethan Miller
Monitor Chefe (Corvinal)
Monitor Chefe (Corvinal)

Mensagens : 130

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Mensagem por Stephan Monaghan em Qui Mar 24, 2011 11:15 pm

De vez em quando Seph precisava lembrar a si mesmo que ainda era um aluno. Hogwarts havia se tornado um cenário muito mais amplo do que nos anos anteriores. Ultimamente, o castelo era não só o lar matrimonial onde convivia com Evy e aprendia sobre a vida de casado, como também um verdadeiro campo de batalha político (e ocasionalmente mais físico) em que precisava enfrentar os preconceitos de seus próprios colegas sonserinos, além da desconfiança das pessoas mais próximas a Evy, que não abandonariam facilmente a idéia de que Seph era um assassino frio e impiedoso, além de um jovem elitista e preconceituoso (se eles soubessem!).

Por tudo isso, a verdade era que ele vinha se dedicando muito menos a suas atividades curriculares. Por sorte, o talento e a boa reputação junto aos professores, construída nos anos anteriores em que sempre havia sido dedicado, ajudavam a minimizar os problemas. Obviamente, nada daquilo se aplicaria com a nova professora de Aritmancia, já que não devia saber nada sobre Seph. Não havia antecedentes a defender.

Seph observou os arredores ao entrar na sala, procurando por pessoas conhecidas. A coisa boa sobre estar numa sala de aula é que não havia risco de encontrar a odiosa Colleen, sua principal opositora dentro da Sonserina. O lado ruim, era que também não teria nenhuma chance de estar com Evy. Ambas estavam no sexto ano. - Só me restam os números... - comentou, falando sozinho, ao escolher um lugar para depois sentar-se.

Aguardou o início da aula e observou a nova professora. Era bonita, ainda que de uma forma exótica, e ainda jovem. Seu comportamento chamou a atenção de Seph, atraindo mais os pensamentos do rapaz do que a explicação sobre a tarefa a ser feita. A professora parecia querer impor respeito através de uma postura áspera e rígida. Não poderia culpá-la, jamais invejaria a função de professor, que lhe parecia árdua demais. Ainda assim, lamentava um pouco pela professora, porque duvidava que aparências fossem conquistar autoridade. Ou ela teria pulso e postura o bastante para conquistar respeito, ou simplesmente não o teria. A longo prazo era sempre assim.

Ouviu a professora informar que haveria um prazo após a aula para entregar o trabalho feito, com o número referente ao nome de cada um. Surpreendeu-se, imaginando que teriam que entregar de imediato. Decidiu que ficaria na sala, e começaria de imediato. - Mal posso esperar... - resmungou, novamente sem se dirigir a ninguém em específico. Estava até certo ponto curioso sobre o seu número, e poderia aproveitar o restante do seu tempo com outras coisas.

Avaliou a tabela copiada em seus pergaminhos e sacou um outro, ainda em branco, onde pretendia fazer os cálculos e anotações que levariam ao número final. Sendo mais versado em Aritmancia do que a maioria dos alunos (a matéria não era especialmente querida e difundida em Hogwarts), Seph não imaginava que levaria muito tempo. Seu conhecimento ia até um pouco além do que a professora havia explicado. Sabia que haviam, na verdade, três números que se poderiam extrair do nome de uma pessoa. O primeiro, e aquele que a professora desejava, era o Número do Caráter. Ainda haviam o Número do Coração e o Número Social, extraídos respectivamente a partir das vogais e consoantes de cada nome.

- Hm... sou um Três, então. - falou baixinho, enquanto concluía as anotações e voltava até a tabela. Completude, unidade entre a mente, corpo e espírito. De certo modo, Seph se identificava. Pensou em suas habilidades com a Oclumência, a forma como sua mente era capaz de se fechar para proteger os seus desejos. Também concordava sobre ser um bom comunicador e sobre sua adaptabilidade, especialmente levando em conta que havia virado sua vida ao avesso um mês e meio atrás. E estava sobrevivendo.

Sorriu, imaginando que seria legal usar aquelas técnicas com o nome de Evy, descobrir se os dois combinavam. Calcularia o Número do Coração de sua esposa mais tarde, para comparar com o seu próprio 3 do Número do Caráter. Era esse o método para avaliar a compatibilidade. Com o trabalho concluído, saiu sem pressa da sala.


Spoiler:

Demonstração do cálculo:

Stephan Monaghan


1-2-5-7-8-1-5 4-6-5-1-7-8-1-5

66

6+6 = 12

12

1+2 = 3

Número do Caráter =
3

Spoiler:
Sim, sou um gênio da Aritmancia, também conhecido como Pai Gui. Trago o amor em 48 horas. Já o divórcio é mais caro e demora mais! Cool
avatar
Stephan Monaghan
Slytherin
Slytherin

Mensagens : 77

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Mensagem por Dominic Harvey em Sex Mar 25, 2011 1:38 am

..
‘cause we've all been painted by numbers
15 de outubro, manhã | Post #01 | Sala de Aritmancia

Pode parecer estranho, mas eu preferia ver Hogwarts como um centro de diversão do que um instituto de ensino. Primeiro porque, vamos ser sinceros, eu não tinha vocação alguma para estudar e por mais que me esforçasse não ira ter sucesso de qualquer jeito. Segundo: Com tantos adolescentes trancafiados o ano inteiro em um castelo gigante cheio de escadas que se movem e várias passagens secretas para se descobrir, Hogwarts acabava se tornando mesmo um centro de diversão para alguns de nós, como era o caso da grifinória/melhor amiga Samantha e dos irmãos-iguais Ford. E, é claro, eu me encaixava perfeitamente nesse padrão de aluno. Contudo, apesar de toda a minha opinião sobre rotinas de estudos e tarefas escolares infinitas serem totalmente contrárias aos dos professores de qualquer parte do mundo (inclusive dos trouxas), ela pouco valia uma vez que se abdicasse de acumular conhecimentos quem se ferraria era eu mesmo. Pois é, nunca fui muito chegado em pôr minha cabeça pra funcionar, mas sabia que precisava passar de ano se não mamãe me daria de alimento para os dementadores, digo, entregaria minha alma a eles e, sem ser modesto, meu futuro promissor como ministro da magia jamais seria realizado. Por isso e por outras coisas – como estar atrasado – subi as escadas correndo feito uma firebolt de tão veloz e um ogro de tão desastrado e, assim que cheguei na sala me joguei na primeira carteira que vi, esbarrando sem querer na mesa de Ethan Miller antes. – Desculpa ai, chefe. – disse, olhando para ele e fazendo o gesto de continência com as mãos enquanto deixava a mochila cair no chão, ao meu lado. “Chefe” vinha de “Monitor Chefe”, posto mais desejado entre a galera certinha e responsável e, bem, o gesto de bater continência não precisa ser explicado de tão obvio, era apenas uma brincadeira exatamente com a condição de autoridade que o corvino tinha.

Era a primeira aula que eu teria com a professora nova de aritmancia e foi um bom feito não ter atrasado e ficado pra fora, afinal, a primeira impressão é sempre a que fica e, com o professor antigo, eu era HORRIVEL em questão de notas. Esperava que dessa vez minhas caras de cachorro funcionassem melhor do que antes. Em um movimento elegante de sua varinha a professora fez as cortinas se abrirem, me deixando cego pela luz. Semi-cerrei os olhos, mas aos poucos eles se adaptaram a nova luminosidade. - Alunos sejam muito bem vindos a sua primeira aula de Aritmancia sou Victoria Flanes. Primeira coisa que devem saber que é Aritmancia não é Adivinhação. Sim, sim muitos comentem esse erro. – Victoria Flanes! Então era esse o seu nome ... Sorri olhando atentamente para ela, ou melhor, para seu sapato que fazia um toc-toc ensurdecedor no chão. Torci o nariz e olhei para cima, tentando a qualquer custo afastar o barulho desconcertante e focar minha atenção em suas palavras. Bom, eu não via muita diferença entre as duas matérias, apenas sabia que em adivinhação usava-se bola de cristal. Eram ambas muito abstratas, mas eu conseguia levar já que minha imaginação era ilimitada. - Os números não são apenas números! Cada número carrega um tipo de energia e um tipo de qualidade diferente.- ela pegou sua varinha enquanto no quadro negro escrevia. Vários pergaminhos e tinteiros foram retirados das mochilas nesse momento. Debrucei na mesa, ainda prestando atenção, ou ao menos, assim tentando. Uma pergunta surgiu na minha mente. - Cada letra do alfabeto é ligado com cada número, desde o número 1 até o 9, começando com o número 1 que corresponde a letra A do alfabeto, e novamente começando pelo J que corresponde o número 10 e assim por diante. – pronto, começou a ficar confuso. Olhei para a janela, ainda pensando sobre a tal dúvida que consistia basicamente na idéia de que, se números demonstravam qualidades, também deveriam mostrar defeitos. - Adicionando todas as letras do seu nome completo reduzindo-o para um único digito você descobrirá informação sobre você! Por exemplo, se o total de números do seu nome for 31, você adiciona 3 + 1 = 4. Consultando a tabela de significados você pode ver o que o seu número fala sobre você. – Então Flanes começou a distribuir uma tabela. Quando peguei o pergaminho de suas mãos, o corvo em seu ombro me encarou com seus olhos vermelhos intensos. Senti um calafrio percorrer minha espinha e depois abaixei os olhos para o papel.

1- Significa liderança e ambição. Também é o número que traz coragem, independência, atividades mentais e físicas, individualidade e realizações. O número 1 é visto como o número para principiantes.

2- Pessoas que tiram esse número provavelmente seguem outras pessoas do que lideram. É o número da sensitividade, grande intuição e trazem equilíbrio em situações. São ótimos parceiros no amor.

3- Na espiritualidade, o número três é visto como o poder da unidade entre a mente, corpo e espírito. O número três é adaptável, alegre, sociável, ótimos comunicadores (as), gostam de manter a harmonia e o equilíbrio em suas vidas.

4- É o número da terra e representa estabilidade e fidelidade. Simboliza as quatro estações do ano, os elementos e as pontas dos compassos. Também são pessoas honestas e capazes.

5- É o número das sensações e dos sentidos. Representa a liberdade e o espírito de aventura. São animadores de festas, otimistas e adoram viagens.

6- São pessoas intelectuais, imaginativas e sempre estão procurando ser perfeccionistas. São atenciosos com a família, nas relações amorosas e adoram ter responsabilidade.

7- O número sete é visto como um número de grande espiritualidade. Representa os sete dias da semana e as sete cores do arco-íris. São sábios, pensam profundamente nas coisas e se interessam muito por assuntos místicos.

8- É um número prático e pertencem as pessoas sucedidas e organizadoras que se dão bem em negócios. São pessoas que trabalham duro em ambos os aspectos: material e espiritual.

9- São pessoas que se preocupam com outras pessoas e seus direitos. Possuem muitos talentos, fazem de tudo para alcançar seus objetivos, mas nunca tiram vantagem de seu sucesso.

- Por favor, copiem o que eu acabei de escrever no quadro negro, obrigado. - Só então peguei meu tinteiro e pus-me a escrever, muitos dos alunos já estavam copiando o quadro antes mesmo de ela pedir. – Eu adoraria ficar aqui e ajudar a todos, a saber, qual o seu respectivo numero. Porem nada vem fácil e eu não vou fazer o que é obrigação de vocês. – ergui uma sobrancelha, deduzindo que a atividade então seria para entregar na próxima aula. Resumindo, teria que pedir ajuda para Alexia, caso precisasse e, obviamente, eu ia. – O dever de vocês é bem simples. Descobrir seu numero e o significado dele. – olhei para a tabela, lendo-a rapidamente, procurando pelo numero mais legal. – Como não é tão fácil como devem estar imaginando vou dar um tempo. Vocês têm até amanhã, podem me entregar até as quatro da tarde quem não fizer o problema é dele, pois não é mim que vão prejudicar. – arregalei os olhos. PRAZO DE UM DIA? Isso era muito pouco! - Alguma duvida?

Balancei a mão acima da cabeça, chamando atenção dela e, assim que seus olhos claros caíram sobre mim decidi perguntar aquilo que tinha pensado durante a explicação. Abri a boca, mas não sabia se devia usar “senhora” ou “senhorita”. Flanes parecia bem jovem, mas poderia ser casada, como era o caso a professora de transfiguração. Bom, na duvida não se usa nenhum dos dois. – Madame, - comecei, fazendo uma careta. Devia ter usado um vocativo melhor, tipo... professora. – se os números carregam tipos de qualidades, eles poderiam também carregar defeitos? – inclinei a cabeça, isso era tudo meio confuso. – Digo, se eles revelam nossas qualidades, deveriam revelar nossos defeitos, não? - Assim que tive minha dúvida esclarecida, deixei a sala quando permitido, levando comigo o pergaminho com a tabela dos números. Alex teria que me ajudar a fazer o dever até amanhã a tarde. Esperava que ela não estivesse sobrecarregada com seus próprios deveres, se não teria que me virar sozinho. Mentalmente comecei a ver os números que se equivaliam as letras do meu nome. “ D = 4 “ ... “O=6” ... mas mal chegava no meio e já tinha esquecido o começo.

----
OFF: tarefa mandada por mp (:
avatar
Dominic Harvey
Hufflepuff
Hufflepuff

Mensagens : 413

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Mensagem por Thomas Lavinet em Sab Abr 09, 2011 10:12 pm


15 de Outubro x Aula de Aritmancia x Manhã



Estava deitado em minha cama, isso não significa que eu estava dormindo, olhava para o teto, o que não me interessava em nada, virei na cama e olhei para o relógio que havia no criado mudo ao lado de minha cama, logo seria hora de levantar, suspirei e tomei coragem e então tirei as cobertas e levantei, caminhei até o banheiro e me olhei no espelho, os cabelos loiros estavam despenteados cada mecha espetada em uma direção, meus olhos estavam inchados e tinha um pouco de baba seca no canto da minha boca, abri a torneira e lavei meu rosto em seguida usei as mãos mesmo para ajeitar meu cabelo, e então voltei ao quarto vesti o uniforme e desci até o Salão Comunal, apanhei meu horário e vi a primeira aula era Aritmancia.

Adentrei na sala, e observei a professora sentada em sua cadeira, mas então percebi o corvo, ele tinha olhos vermelho sangue, e me arrepiei ao olhar para ele, desviei rapidamente o olhar e me dirigi até uma carteira, sentando e observando a professora iniciar a primeira aula de Aritmancia, mantive meus olhos nela o tempo inteiro prestando atenção em cada palavra que era dita, até a hora em que ela nos mandou copiar, peguei minha mochila que estava ao lado de minha cadeira e apanhei um rolo de pergaminho, pena e um tinteiro, coloquei-os sobre a mesa e abri o tinteiro, molhei a pena no mesmo e comecei a arranhar o pergaminho, copiando o que estava na lousa.

Logo em seguida a professora nos avisou do dever, ela pareceu bem severa ao falar do mesmo, mas não ligava, até gostava um pouco quando os professores eram mais severos, pos quando eram muito moles, acabávamos terminando o ano sem aprender nada, ela perguntou de nossas duvidas sobre a matéria, repassei o conteúdo em minha cabeça tendo certeza de que havia entendido tudo, e não restara nenhuma duvida, observei os alunos esclarecerem as suas, e logo em seguida fomos dispensados, guardei o material em minha mochila e me levantei, e enquanto andava em direção a porta olhei mais uma vez para aquele corvo estranho, ele não parecia ser normal, então sai da sala ja me preocupando com o dever.


Spoiler:
off: qualquer coisa avisa por mp que eu edito
avatar
Thomas Lavinet
Monitor Chefe (Grifinória)
Monitor Chefe (Grifinória)

Mensagens : 2
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Mensagem por Nicolle McKinney em Dom Maio 01, 2011 3:43 pm

Down the streets
I’m the girl next door


15th Octobre 2010, Morning x Arithmancy Class

    Sabe aqueles dias em que a ultima coisa que te apetece é sair da cama? Bem, eu sinceramente estava num desses dias. Primeiro, porque hoje era sexta-feira e à noite ia haver uma festa fantástica no Pub em Hogsmeade. Segundo, porque hoje eu iria ter as aulas mais secas do Universo que, este ano, juntavam-se todas à sexta-feira, para nosso desprazer.

    Mas eu tinha que me levantar da cama, quer quisesse quer não: afinal, mesmo eu não sendo tão certinha como me pintam, com os estudos eu, sim, preocupo-me, embora como toda a gente eu não goste de estudar nem de aulas. Excepto TCM, que é super divertido. Sendo assim, levantei-me a esfregar os olhos e fui tomar um banho e vestir o uniforme.

    Meia hora depois, já vestida e arranjada, descia as escadas da Torre em direcção à Sala de Aritmância, no segundo andar, que seria a minha primeira aula de hoje. Como todas as manhãs não me importei muito com o café da manhã e apenas bebi um copo de leite, o suficiente para não ir de jejum para as aulas. Obviamente, era o suficiente só para mim e, a meio da manhã, eu iria comer como deve ser: a única coisa com que eu não me descuidava, nunca, era a minha saúde.

    De facto, eu uma vez descuidara-me e até tive um começo de anemia, muito leve, quando andava no meu quarto ano. Algumas poções e uns meses sob uma dieta rigorosa dada pela enfermeira da escola com comida de todos os tipos e dosagens bem distribuídas e puf, eu já estava bem. Mas, desde então, eu tomava o maior cuidado com a minha alimentação e tomava cuidado para comer coisas energéticas, principalmente antes dos treinos de Quadribol.

    Entrei na sala normalmente, não deixando de reparar no corvo da professora – que, sinceramente, dava arrepios até ao mais poderoso dos magos. Sentei-me no meu lugar, que nem era atrás de tudo nem à frente de tudo e localizava-se exactamente no meio da sala. Mantive-me em silêncio e, quando toda a gente entrou, a professora começou a falar.

    Obviamente, começou com aquele discurso normal de que Aritmância não é Adivinhação e falou um bocado sobre números. Eu estava atenta, apesar de não ser a minha matéria preferida, nem de longe, nem ser a que eu normalmente me dou bem. Copiei silenciosamente as coisas do quadro negro assim que a professora mandou, porém estava um bocado confusa com esta matéria: eu só esperava não descer a minha média com más notas a Aritmância.

    Após arrumar as minhas coisas, saí devagar e em silêncio da sala, ainda a pensar no dever (não tão fácil como parecia) e em como eu o iria fazer. Mariah, eu vou precisar da tua ajuda, querida.


tag: Professora, corvo, Mariah.
words: 460#
lyrics: Cherry Bomb – The Runaways
outfit: that
notes: Não muito bom, desculpem ^^

avatar
Nicolle McKinney
Gryffindor
Gryffindor

Mensagens : 60

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 15/10 | Primeira Aula de Aritmancia - Manhã

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum