Tópicos similares
Hogwarts Revelium
MSN GROUP
group1378820@groupsim.com
15 de Outubro
sexta-feira
a temperatura agradável permite que os habitantes de Hogwarts andem com roupas leves. Durante o dia o céu é claro e bonito, fazendo com que os jardins fiquem lotados por alunos em busca de um banho de sol. A noite o céu é estrelado e há um grande movimento de alunos em direção a Hogsmeade por causa de uma festa que o diretor permitiu a presença destes.
AÇÕES:
- aula de aritmancia para o 7° ano
- aula de poções para o 6° ano
- festa no Pub MixysBars, em Hogsmeade




Últimos assuntos
» Bate-Papo.
06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite EmptyDom Jul 17, 2011 4:17 pm por Dominic Harvey

» 15 de Outubro - Noite
06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite EmptySeg Jun 27, 2011 11:43 am por Lucca Ragazzi

» Pegunta idiota, Resposta cretina...
06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite EmptyDom Jun 19, 2011 11:16 pm por Ethan Miller

» Confesso que...
06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite EmptyTer Jun 14, 2011 5:52 pm por William Kane

» 15/10- Estrada de Hogsmeade-Tarde
06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite EmptyDom Jun 12, 2011 3:28 am por Rosalie Marie Stewart

para parceria,
entrar em contato com:
hogwarts.revelium@hotmail.com

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite

Ir em baixo

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite Empty 06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite

Mensagem por Alexia Harvey em Sex Jan 28, 2011 1:16 am

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite 3306/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite 8406/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite 50
Cabeca de javali, 06 de setembro #Post 01
Eu sabia que podia me meter em uma encrenca gigantesca se algo no plano de meu irmão junto com sua melhor amiga desse errado e descobrissem que há duas de mim se locomovendo pelo castelo. Tecnicamente, a culpa seria atribuída a mim já que a execução da poção polissuco foi inteiramente de minha autoria e por mais que eu argumentasse que Sam e Dom me influenciaram a fazê-la isso não amenizaria minha situação, que assim como a deles, seria MUITO critica. Sai da cozinha após a transformação de ambos em réplicas perfeitas de Alexia Harvey e Ryan Purple, como o normal intuito de que tudo daria errado para os garotos, já que por mais que eu os orientasse sobre seus próprios planos, eles davam um jeito de ferrar com tudo. Era típico de ambos não repensar nas conseqüências que podiam causar cada tragédia de seus “infalíveis planos,” como poderia ser denominado pelo lufano, mesmo sabendo que não eram tão infalíveis assim. No caso, eu estaria exatamente no meio da tragédia, sem ao menos poder causá-la, sabendo que minha total liberdade para a fuga de ser culpada estava definitivamente fora de minhas mãos.

Encostei a cabeça na mesa redonda do Cabeça de Javali, a envolvendo pelos braços, da mesma maneira que faço quando me canso dos deveres escolares de Hogwarts. Eu já estava ali há um bom tempo e não sabia se era totalmente seguro voltar para o castelo. Não sei se foi pura coincidência o fato do passeio a Hogsmeade cair na mesma data em que a poção ficou pronta ou se tudo tinha sido uma estratégia de Dom para que eu permanecesse fora das propriedades do castelo. Seria mais justo comigo mesma acreditar em coincidências nesse instante do que acreditar que Dominic teve essa grande sacada para evitar que ele e Samantha fossem descobertos sob efeito da poção. O cheiro de madeira molhada me fez desencostar da mesa, assim como aconteceu quando estava no Três Vassouras, anteriormente de mudar de bar. Olhei pelas janelas, o sol já começava a querer se por e ficar andando por toda Hogsmeade, apenas esperando o dia passar já se tornara insuportável antes mesmo de ter comprado inúmeras guloseimas na Dedos de Mel e as ter devorado por completo. – Aqui esta sua bebida, querida. – uma senhora de voz adocicada e aparência pacifica colocou um copo de cerveja amanteigada sobre a mesa em que estava e apenas saiu vagarosamente dali após um murmúrio de agradecimento de minha parte. Observei a velha caminhar em passos lentos até o balcão do outro lado do aposento, em que um relógio antigo marcava as incansáveis horas em que eu estava ali. O ponteiro menor se moveu, indicando que era quase seis da tarde e eu já deveria estar sendo um pé no saco dos donos do local, já que estava ali há aproximadamente duas horas e a única coisa que fiz foi pedir uma cerveja amanteigada para a atendente e continuar esperando que algo acontecesse ou o tempo adquirisse velocidade. Não ter o controle da situação era algo que realmente me desagradava, principalmente quando eu poderia levar uma detenção de pena inimaginável ou mesmo estar correndo o risco de ser expulsa de Hogwarts. Pensar sobre isso me frustrava, me deixava nervosa e extremamente irritada. Irritada por ter sido estúpida o suficiente para acreditar que meu irmão apenas invadiria o Salão Comunal da sonserina para os deixarem fulos. Irritada por ter sido enganada! Enganada por alguém que eu sei que é traiçoeiro na cara dura. Bebi um gole da bebida sobre a mesa, mas não fui capaz de terminá-la.

O tempo não passava, por mais que eu desejasse, as horas continuavam a me trair. Definitivamente, o roubo de um fio do meu cabelo para ser utilizado na transformação não seria parte de um plano idiota de brincar com a sonserina, já que não obtenho livre acesso paro o Salão Comunal destes e isso eu tenho certeza que é de conhecimento de Dom e da grifinória Sam. Era algo mais, e eu não tinha idéia do que era. Desencostei da cadeira e me dirigi ao balcão do Cabeça de Javali, deixando um copo cheio de cerveja amanteigada para trás. Paguei o referente a bebida antes de me virar bruscamente em direção a saída e sentir algo se chocando contra mim, fazendo meu nariz fosse ponto da concentração de uma tremenda dor. Tirei os olhos do chão e os deixei paralisar em direção ao que estava na minha frente. – Aaah, oi Nate! – disse, tentando fingir um tom animado, mesmo que no momento estivesse passando as mãos pelo rosto, tentando secar as lágrimas que eu não fazia idéia se eram provenientes da dor que estava sentindo ou da frustração dos acontecimentos recentes.
Alexia Harvey
Alexia Harvey
Ravenclaw
Ravenclaw

Mensagens : 211

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite Empty Re: 06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite

Mensagem por Nathan Scott em Sex Jan 28, 2011 3:17 am

Hogwarts estava particularmente tranquila. Isso era fácil de perceber, afinal, ainda não havia me metido em nenhuma encrenca, nenhum professor queria me matar e ainda não havia parado na Sala do Diretor desde o início das aulas. E para alguém como eu, ficar uma semana sem correr o risco de ser expulso, já era um sucesso.

Era um sábado frio. Não que não gostasse deste clima - muito pelo contrário. E ainda por cima era dia de passeios a Hogsmeade: sendo assim, poderia me desestressar das aulas e do zelador que não largava do meu pé - tudo bem que eu dei motivos para isso desde o primeiro ano na Escola.

Hogsmeade. Um local que me lembra bons e maus fatos. Foi aqui que consegui me re-aproximar de meu irmão "bastardo" Lucas. Foi também aqui onde comecei meus "rolos" com Peyton, e onde apanhei de diversas garotas que despensei. É, realmente sou conhecido neste local, como baderneiro, mas conhecido.

Já começava a anoitecer quando me separei de uns amigos e resolvi caminhar um pouco sozinho. Após uma longa caminhada, senti um pouco de sede e fui até o Cabeça de Javali - local mais tranquilo que o Três Vassouras. Me aproximei do balcão e fui atendido por uma simpática senhora de voz adocicada:

- Por favor, um copo de cerveja amanteigada.

Após pedir, indiquei a mesa na qual me sentaria e andei em direção à ela. Quando me virei, uma garota (linda por sinal) trombou em mim e, ao perceber quem eu era, me cumprimentou:

– Aaah, oi Nate!

- Oi Alexia, tudo bom?

Ajudei-a a limpar as lágrimas, mas não podia perder a piada:

- Tão emocionada assim em me ver hein... Olha que vou ficar acostumado...

Sorri, mexendo nos cabelos dela.

Nathan Scott
Nathan Scott
Gryffindor
Gryffindor

Mensagens : 237

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite Empty Re: 06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite

Mensagem por Claire Hans em Qua Fev 02, 2011 4:43 pm

O dia estava perfeito! Hogsmeade, isso aí! Conforme se aproximava os dias para a visita ao vilarejo, o castelo ficava parecido como uma prisão medieval, e Claire se sentindo como a princesa que precisava ir ao baile, mas estava presa na torre mais alta. O sol era mais brilhante, a neve era mais fofinha, tudo o que estava fora das megas-janelas parecia mais interessante do que o tédio das aulas e afins.

Tudo bem que a vila não tinha as lojas legais de Londres, com coisas legais como o novo IPad ou o MP7 irado, nem os novos joguinhos do DS, mas... era uma chance de esticar as pernas e ver gente! Conversar com os amigos, sem os olhares impertinentes de outras pessoas que não eram tãããão amigas assim.

Falando em pessoas não tão amigas assim, a lufana estava fula da vida com algumas pessoas... "Sangue-Ruim Hi-Tech", é mole, começaram a chamar Claire assim, depois do professor de Estudo Trouxas ter explicado o que era "Hi-Tech".... ou tentado explicar, mas isso não vem ao caso. Isso estava dando nos nervos da loirinha.

- Bill Gates, é hoje que eles vão ver como armas medievais podem ser muuito bem usadas... - diz, conversando com seu gato, checando pela décima vez o estilingue e a munição de bomba de bosta.

Bem agasalhada por causa do clima, com direito a gorro amarelo e cachecol da mesma cor, um sueter cinza chumbo, calça jeans e tênis confortáveis, Claire segue a multidão de alunos a caminho de Hogsmeade, sua "arma letal" bem escondida dentro de uma bolsa de tecido cru, com um texugo bordado.

Ok... eles estavam indo ao Cabeça de Javali... muuito interessante, combinava com o perfil de malvados e perigosos o bar de maior fama do vilarejo. Olhando pela janela, a menina vê que há outras pessoas no lugar... iria causar um transtorno, mas... fazer o quê, era a vida.

Da porta do estabelicimento, Claire pega o estilingue, a bomba de bosta. Puxa o elástico, fecha um dos olhos, sabem, piscando, concentrada, tentando mirar o vilão... mas a porta não era um lugar muito bom para fazer isso... alguém entrou... a porta bateu com tudo nas costas da lufana... que com a porrada que a deixou sem ar, soltou o elástico, mirando o esmo... acertando a Corvinal Alexia bem de lado, respingando bomba de bosta para todo o lado, sujando também Nathan.

- Ah... me desculpem... por favor - diz, pegando um guardanapo não muito limpo, tentando limpar a catastrofe, mas piorando mais ainda, pois agora a meleca estava grudada e se espalhando, com um cheirinho muuuito desagradável. - Sabem, eu não queria acertar vocês... - diz, com uma carranca para o grupinho que ria a beça e comentava sobre a "Sangue Ruim Hi-Tech"... urgh, que ódio!

off> desculpa a demora, please! ficou horrível, mas preciso pegar a prática de novo.<off
Claire Hans
Claire Hans
Hufflepuff
Hufflepuff

Mensagens : 3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite Empty Re: 06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite

Mensagem por Lance Shelley em Qui Fev 03, 2011 1:12 am

De Repente, Era tarde

O que foi aquele passeio à Hogsmeade?! Tudo tinha passado tão rápido, e nada de interessante: nada! Aliás, aquele dia todo estava assim, muito quieto, muito sem vida... Calma, calma... isso era coisa da biblioteca, só podia ser. Quem fica muito tempo lendo acaba entrando no modo nerd avançado e esquece que “nem só de livros vive o homem”.

E o que eram esses pensamentos desordenados e sem sentido agora? Não, o dia estava acabando e precisava fazer algo pra relaxar, era o estresse. O estresse daquela vida de monitor, daquela disputa de casas e das taquinagens sem tamanho de alguns alunos mais arteiros...

O Cabeça de Javali. Sim, talvez ali fosse o lugar certo pra se tomar algo sossegado, sozinho... e pensar um pouco na vida, nem que fosse por 5 minutos!

Enquanto caminhava pelo vilarejo, Lance refletia sobre o que aconteceria caso fosse tão estranho com as pessoas como costumava ser consigo mesmo, em seus pensamentos, e dava pequenos risinhos enquanto imaginava certas cenas. – Aiai... e já é tarde... – Sussurrando sozinho, percebeu como o sol afundava em meio aos montes, tão branquinhos pela neve.

Tarde, e ele ainda precisava de um bom tempo na taverna: era bom se apressar. Quem já viu o Cabeça de Javali depois que escurece sabe qual é o problema... E dobrando a ruazinha, deu logo com a placa característica. Bom, aqui estamos...

Mas pela janela, via-se muitos alunos de Hogwarts, até mais que o normal para um bar daqueles. Sozinho: Nunca, pelo visto... ‘Nheeeec’... (É, aquela porta parecia desesperada por um pouco de óleo).

Foi quando alguma coisa explodiu ali dentro, e que cheiro foi aquele?! Era como esterco, muito, muuito esterco esparramado por toda a taverna. Dando de cara com aquilo: o garoto apenas passou os olhos pelo estrago, com a mesma expressão vazia, e com a mão ainda na maçaneta fazendo a porta aos poucos se fechar à sua frente. Quando terminou, desatou a rir imensamente ali escorado.

Voltando a respirar, abriu a porta outra vez, novamente com o olhar de seriedade de praxe, e foi à bancada pedir algo à senhora, que parecia correr pra pegar algo, sua varinha ou... um pano, talvez?

- Olá, teria suco de abóbora com limão? Err... trouxe o meu próprio copo, aqui está, ok?
Lance Shelley
Lance Shelley
Monitor (Sonserina)
Monitor (Sonserina)

Mensagens : 89

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite Empty Re: 06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite

Mensagem por Alexia Harvey em Qui Fev 03, 2011 6:13 pm

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite VeronicaMars66-vitalshot06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite VeronicaMars70-vitalshot06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite VeronicaMars68-vitalshot
Cabeca de javali, 06 de setembro #Post 02

Ser excluída dos planos e ainda por cima não saber o que esta acontecendo não é o tipo de coisa que agrada as pessoas, principalmente quando essas podem ter problemas sérios por causa dos tais problemas. Isso estava me deixando totalmente frustrada e uma ponta de irritação começava a surgir apesar de ser o tipo de pessoa que não se exalta tanto. Já estava ficando tarde e talvez, se Dominic e Samantha não tivessem tomado a poção até sua última dose, a garota não teria mais cabelos loiros. Levantei da mesa em que estava deixando para trás um copo cheio de cerveja amanteigada e me dirigi ao balcão do local para pagar a bebida, disposta a sair do Cabeça de Javali e voltar ao castelo para tirar satisfações com a grifinória e o lufano. Virei-me bruscamente em direção a porta de entrada para deixar o local em que tinha desperdiçado duas horas do meu dia, perdida nas horas que insistiam em não passar e bati o rosto contra o corpo de Nathan, o cumprimentando quando percebi que era ele a minha frente. Talvez por motivo da crescente irritação, algumas lágrimas surgiram em meu rosto e apenas aumentaram após o choque com o garoto.

- Oi Alexia, tudo bom? – Balancei a cabeça em sinal afirmativo, mesmo que não fosse verdade. Seria mais fácil falar que estava bem do que tentar explicar os motivos de minhas lágrimas, mesmo que boa parte da culpa se atribuía por quase ter quebrado o nariz. Scott passou as mãos pelo meu rosto, me ajudando a secá-lo. - Tão emocionada assim em me ver hein... Olha que vou ficar acostumado... – Olhei para o garoto, enquanto massageava o nariz, tentando aliviar a dor. Ele sorria encantadoramente, e mexia em meu cabelo, trazendo uma mistura de conforto e desconforto. Eu ficava meio envergonhada quando os garotos se aproximavam muito, exceto com meu melhor amigo, Matthew. – Hãaan... – sorri, tentando pensar em uma resposta rápida mas a única coisa que estava conseguindo fazer era ficar avermelhada. – Eu costumo me emocionar quando quase perco meu nariz batendo contra o peitoral de algum garoto. – fiz uma careta, aquela não era a resposta certa. Ok, concentração. Eu precisava descobrir se ainda existia uma segunda Alex no castelo. – Acabou de entrar, não é? – perguntei, mesmo tendo certeza que o garoto não estava ali a muito tempo. O tempo que fiquei no Cabeça de Javali me permitiu decorar as faces de todos ali sentados. – Bem, quem sabe da próxima vez que tiver um passeio a Hogsmeade não conversamos mais no caminho de volta para o castelo? – sorri, me preparando para deixar o artilheiro sozinho no local e confrontar meu irmão mais velho.

Eu teria ido embora, seguido pela estrada que leva ao castelo de Hogwarts, andado pelos corredores o mais discretamente possível, usado Thorn pra fazer com que Dominic me encontrasse, e xingado ele de todas as ofensas que viessem na minha cabeça se não fosse por Claire Hans e seu estilingue. Quando estava prestes a sair, algo me acertou. Algo mole, gelado e o principal... FEDIDO. E quando eu digo fedido, eu digo EXTREMAMENTE fedido. O cheiro era ruim demais. Passei a mão pelo meu braço, identificando o que me acertara. - Ah... me desculpem... por favor – ouvi Hans dizer, com um guardanapo em mãos. Ela o passou por minha blusa, porém só espalhou ainda mais a sujeira. - Sabem, eu não queria acertar vocês... – ela tentou se desculpar, fazendo com que a irritação que surgia em mim, e fora aliviada por Nathan durante breves segundos, voltasse imediatemente. – Então melhore seu senso de mira, Hans. Ou sua visão mesmo. – rápido e ríspido. Passei a mão novamente pelo rosto, tirando o resto de bomba de bosta que ali se encontrava.

---
OFF: post pequeno x.x Da próxima vez faço melhor
Alexia Harvey
Alexia Harvey
Ravenclaw
Ravenclaw

Mensagens : 211

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite Empty Re: 06/09 | Cabeça de Javali - tarde/noite

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum